4 sinais de impotência sexual

A impotência sexual é um problema que afeta mais de 25 milhões de homens brasileiros que tem idade superior aos 18 anos de idade. Mesmo assim, com esses altos índices, é enorme o número de homens que sofre calado com o problema por vergonha de falar sobre o assunto.

O fato é que o assunto ainda é tabu e há um medo muito grande de ter a masculinidade ferida por isso, fazendo com que a maioria não procura por tratamento.

A incidência da impotência sexual chega a 50% quando estamos falando de homens com mais de 40 anos de idade. Sem dúvidas é algo muito preocupante que pensar que uma parte tão grande da população sofra com esse problema e ele seja ainda tão pouco discutido.

O fato é que, quanto mais velho o homem fica, maior é a chance desse problema acontecer. No entanto, isso não significa que os jovens estão livres, visto que ela pode acontecer em qualquer idade, motivo pelo qual muitos jovens tem tomado Tittanus e outros suplementos para desempenho sexual.

Vale lembrar que a impotência não deve ser motivo de vergonha, mas é preciso buscar ajuda, visto que é um problema que tem solução.

Para isso, nada melhor do que conhecer os sinais da impotência sexual para saber quando procurar ajuda, não é mesmo?! Então veja:

  1. Dificuldade de ter ou manter uma ereção

Ter uma ereção é algo que envolve uma série de processos fisiológicos, dependendo do sistema vascular, dos hormônios e do sistema nervoso.

Acontece que a excitação é transmitida pelo cérebro através da medula até chegar às terminações nervosas dos corpos cavernosos, que vãos e encher de sangue para que se tenha uma ereção.

Quando esse processo é prejudicado em algum momento, pode haver uma dificuldade de obter ou de manter a ereção, que é um sinal de impotência.

  1. Ejaculação precoce

Segundo a OMS, a ejaculação é precoce quando vem acontece antes que os parceiros tenham prazer. O problema pode ter um sério impacto na vida do homem.

  1. Perda ou diminuição das ereções espontâneas

É muito normal que os homens tenham ereções espontâneas pela manhã ou em outros momentos do dia, fazendo parte de uma rotina saudável.

Quando isso deixa de acontecer ou acontece com menor frequência, pode ser um sinal de impotência.

  1. Perder a ereção ao mudar de posição

Quando é necessário fazer um esforço a mais para manter a relação depois de mudar de posição no momento do sexo, pode ser um sinal de impotência.

Para saber mais vale assistir:

Livros sobre feminismo

Imagine-se sentado numa mesa redonda, tomando um chá, uma cerveja ou um café, conversando com 5 escritoras fantásticas, que tem conhecimento e propriedade quando escrevem sobre assuntos como: maternidade, relacionamentos abusivos, casamento, violência contra a mulher, relação de poder, igualdade salarial, abordando o sexismo sobre diversos ângulos na vida da mulher.

Acreditamos que é assim que você vai se sentir depois de ver esta pequena seleção de livros. São obras recentes que não só explicam o feminismo como dão a leitora a certeza de que não está só na luta por igualdade de gênero. Alguns destes podem ser encontrados para ler no Kindle unlimited, bom vamos as dicas, confira:

  • O segundo Sexo – Simone de Beauvoir

Por incrível que pareça, esta obra foi escrita em 1949, mas é considerada até hoje a “Bíblia do feminismo”, pois é atemporal e permanente. Trata de conceitos empregados por diversas linhas do feminismo.

Relata intensamente o “ser” mulher, avaliando sua condição política, psicológica, sexual e social. Segundo a visão da autora a mulher não é considerada como “autônoma” pela humanidade.

  • Teoria King Kong – Virginie Despentes

Também de autora francesa, é considerado um murro no estomago. A própria Virginie define a obra como um grito: de liberdade, de guerra e de dor.

Baseada na sua própria experiência particular (vítima da prostituição e de estupro), trata com muita acidez sobre a imagem da mulher e seu corpo. Campeão de vendagem na França, ganha também alto índice no Brasil.

  • Sobrevivi….Posso contar – Maria da Penha

Bem atual, este livro conta a história de uma corajosa mulher que acabou virando um ícone da luta das mulheres contra a violência. Seu nome foi dado a uma lei muito importante de número 11.340. A autora procura através da sua história transformar a vida de mulheres que sofrem com a violência doméstica, além de acalentar o sonho que um dia nenhuma mulher passe por esta situação.

  • O mito da Beleza: como as imagens de beleza são usados contra as mulheres – Naomi Wolf

Para Naomi, a beleza é o derradeiro muro que a mulher precisa derrubar para chegar a igualdade em todas os espaços. Através de dados estatísticos, a autora demonstra que o ritual da bela fêmea, prejudica as vitórias que o feminismo já atingiu.

  • Mulheres, raça e classe – Angela Davis

Publicado nos Estados Unidos em 1981 somente foi traduzido em 2016 para o português. A autora descreve as tensões do movimento sufragista. Ela afirma que sua intenção é derrubar muros e transforma-los em pontes.

Para saber mais sobre o assunto, é interessante ver as dicas deste vídeo também: